Abençoado pão!

slide
  • Porções : 6 Porções
  • Tempo de confeção : 50 min.
Ver Vídeo
Misericórdia: Rio Maior
Família: Figueiredo

Bacalhau com Migas

Ingredientes

  • 4 postas pequenas de bacalhau
  • 500 g batatinhas para assar
  • ½ broa de milho (250 g)
  • 400 g de feijão-frade cozido
  • 2 chávenas de couve-galega cortada finamente
  • 4 dentes de alho
  • 1 cebola, cortada em rodelas
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • pimenta q.b.

Informação nutricional
(por porção):

Energia
342 kcal
(17 % DR*)
Proteína
26,5 g
(53 % DR)
Hidratos de carbono
43,9 g
(17 % DR)
Lípidos
3,8 g
(5 % DR)
Lípidos dos quais saturados
0,7 g
(3 % DR)
Sódio
1679 mg
(84 % DR)
Fonte de folato, vitamina D, niacina, fósforo, potássio, vitamina B6, vitamina B12, magnésio, vitamina C, zinco e ferro.
*DR – Dose de Referência     [+]

Modo de preparação

  • Escalde o bacalhau e reserve a água.

  • Coloque a cebola e 2 dentes de alho cortados em rodelas finas no fundo de um tabuleiro e disponha, em cima, as postas de bacalhau e as batatas. Regue com uma colher de sopa de azeite, um pouco de água de cozer o bacalhau e leve ao forno.

  • Entretanto, leve uma panela de água a fervura e coza a couve apenas 1 a 2 minutos para amolecer.

  • Esfarele a broa de milho.

  • Num tacho, coloque o alho picado, 1 colher de sopa de azeite, a broa, as couves e o feijão e envolva bem. Tempere com pimenta e salteie durante alguns minutos, até a broa dourar ligeiramente.

  • Sirva o bacalhau assado com as migas de feijão-frade e couve.

Curiosidade Nutricional

Abençoado pão!

O pão pertence ao grupo dos cereais e derivados, tubérculos, na Roda da Alimentação Mediterrânica. Os hidratos de carbono, sob a forma de amido, são o seu principal macronutrimento. A inclusão de farinhas integrais no fabrico do pão oferece um maior conteúdo em fibra, ácidos gordos polinsaturados, vitaminas e minerais. Para além disso, um pão feito a partir de farinhas integrais confere uma maior saciedade. Assim, o pão de centeio, o pão de mistura ou o pão de trigo integral são escolhas mais equilibradas do ponto de vista nutricional, comparativamente ao pão elaborado apenas com farinhas refinadas.

Saber Mais

A receita partilhada pela família de Rio Maior destaca-se pela utilização de alimentos de elevada densidade nutricional, como a couve-galega e as leguminosas, mas também por práticas de culinária saudável, como a ausência da adição de sal numa receita que utiliza o bacalhau salgado, e a adição generosa de alho e cebola. Aqui são abordadas as características nutricionais do pão, alimento que também apresenta um lugar de relevo na culinária tradicional portuguesa.

O pão é um alimento antigo e envolto em história e importância cultural. Na verdade, constitui um dos alimentos mais consumidos no mundo e corresponde à base da alimentação de muitos povos.

O pão pertence ao grupo dos cereais e derivados, tubérculos, na Roda da Alimentação Mediterrânica. Os hidratos de carbono, sob a forma de amido, são o seu principal macronutrimento, o que faz do pão uma fonte energética de eleição.

Atualmente verifica-se uma vasta oferta de pães. O seu fabrico exige sempre a mistura de três ingredientes principais: farinha, água e sal. Contudo, poderão divergir em alguns aspetos, como, por exemplo, na farinha utilizada (farinha de trigo, trigo integral, centeio ou outra), ingredientes facultativos (frutos secos ou oleaginosos, misturas de sementes), formato e tamanho.

Esta variabilidade de ingredientes adicionados e o tipo de farinhas incorporadas tornam a composição nutricional do pão variável. Enquanto a presença de sementes e oleaginosas, por exemplo, melhora a composição nutricional do pão, outros ingredientes (como açúcar e óleo) tornam-no nutricionalmente mais pobre.

A adição de farinhas integrais oferece um maior conteúdo em fibra, ácidos gordos polinsaturados, vitaminas (B1, B3 e B6) e minerais (magnésio, potássio, ferro e zinco). O maior conteúdo em fibra das versões integrais de pão confere uma maior saciedade do que o pão elaborado apenas com farinhas refinadas. Assim, o pão de centeio, o pão de mistura ou o pão integral são escolhas mais equilibradas do ponto de vista nutricional, relativamente ao pão “branco”.

Aproveitando o reconhecimento dos benefícios da utilização de farinhas integrais e o estabelecimento de um novo paradigma relativamente a alimentação, a broa de milho e/ou centeio tem sido novamente muito procurada, nos últimos anos, o que originou um novo aumento de produção e de cultivo do milho, e a manutenção de métodos tradicionais de produção. A broa tradicional é utilizada como acompanhamento de vários pratos, mas também na confeção de receitas como o bacalhau à Freixieiro, a tiborna, ou as migas, tal como sugerido pelo prato apresentado pela família Figueiredo.

  • Bibliografia:
  • - Associação para o Estudo e Promoção das Artes Culinárias As Idades dos Sabores. Receitas e Sabores dos Territórios Rurais. Lisboa: MINHA TERRA - Federação Portuguesa de Associações de Desenvolvimento Local; 2013.
  • - Associação Portuguesa dos Nutricionistas. Pão à lupa. 2016.
  • - Carvalho P, Teixeira VH. 50 Super Alimentos Portugueses (mais 10!). 1ª ed. Lisboa: Matéria-Prima Edições; 2012.
  • - Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge. Tabela da Composição de Alimentos. Lisboa. 2007.
Logo