O segredo da couve-galega

slide
  • Porções : 8 Porções
  • Tempo de confeção : 40 min.
Ver Vídeo
Misericórdia: Maia
Família: Costa

Caldo Verde

Ingredientes

  • 2 curgetes
  • 1 batata grande
  • 1 cebola
  • 260 g feijão branco cozido
  • 500 g de couve-galega, finamente cortada
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • Opcional: 1 g (meia colher de café) de sal

Informação nutricional
(por porção):

Energia
101 kcal
(5 % DR*)
Proteína
5,9 g
(12 % DR)
Hidratos de carbono
13,8 g
(5 % DR)
Lípidos
2,4 g
(4 % DR)
Lípidos dos quais saturados
0,4 g
(2 % DR)
Sódio
181 mg
(9 % DR)
Fonte de vitamina C, folato, vitamina A, potássio, cálcio, tiamina, vitamia B6, niacina, fósforo e ferro.
*DR – Dose de Referência     [+]

Modo de preparação

  • Descasque e corte em cubos a curgete, batata e cebola.

  • Coloque numa panela os hortícolas e junte água, apenas a cobrir os vegetais. Leve à fervura e coza durante cerca de 20 minutos; junte o feijão branco cozido. Assim que os vegetais estiverem cozidos, triture o caldo com o auxílio de uma varinha mágica. Junte a couve-galega cortada e leve novamente à fervura. Coza somente mais alguns minutos até a couve estar tenra.

  • Sirva o caldo verde em taças individuais, guarnecido com uma colher de chá de azeite.

Curiosidade Nutricional

O segredo da couve-galega

O caldo verde, tradicional do norte de Portugal, consiste num caldo de batata, cebola, alho e azeite ao qual é adicionada, no final da cozedura, a couve, geralmente couve-galega, cortada muito fina. A couve-galega, tipicamente portuguesa, é reconhecida como uma importante fonte de cálcio e também de ferro, vitamina A, vitamina C, folato e potássio, sendo um alimento de elevado valor nutricional e de baixa densidade energética.

Saber Mais

Um dos pratos tipicamente portugueses é, sem dúvida, a sopa. Cada região foi criando ao longo dos tempos a sopa que melhor se adequava aos seus hábitos alimentares, ao seu clima, disponibilidade alimentar e ao quotidiano dos seus habitantes. Assim, surgiram no receituário tradicional português diversas sopas gastronómicas e nutricionalmente ricas.

O caldo verde é típico do norte de Portugal, contudo é muito consumido por todo o país. É feito com base num caldo de batata, cebola, alho e azeite, com couve, geralmente galega, cortada muito fina.

A couve-galega é uma couve tipicamente portuguesa, que cresce durante todo o ano, estando adaptada a vários climas. Nutricionalmente, é reconhecida como uma importante fonte de cálcio (286 mg por 100 g em cru), e também de ferro, vitamina A, vitamina C, folato e potássio, sendo desta forma, um alimento de elevado valor nutricional e de baixa densidade energética (25 kcal por 100 g).

Relativamente ao conteúdo em fitoquímicos, a couve-galega apresenta uma extensa variedade de carotenoides, com a luteína em lugar de destaque, a par dos glucosinolatos, com evidência ao nível da diminuição do risco de alguns tipos de cancro. É certo que o processo de cozedura destrói uma parte destes compostos referidos; por isso, adicionar a couve à sopa só no final da cozedura é indispensável para usufruir em pleno dos benefícios nutricionais deste alimento.

Por fim, esta receita contou ainda com a adição de feijão branco à base do caldo, que poderá aumentar ainda mais a sua riqueza nutricional nomeadamente em fibra, proteína e ferro.

  • Bibliografia:
  • - Associação para o Estudo e Promoção das Artes Culinárias As Idades dos Sabores. Receitas e Sabores dos Territórios Rurais. Lisboa. 2013.
  • - Associação Portuguesa dos Nutricionistas. Sopas: Mais que um alimento, são um prato de saúde. 2013.
  • - Carvalho P, Teixeira VH. 50 Super Alimentos Portugueses (mais 10!). 1ª ed. Lisboa: Matéria-Prima Edições; 2012.
  • - Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge. Tabela da Composição de Alimentos. Lisboa. 2007.
Logo