Culinária saudável com ensopados e açordas

slide
  • Porções : 4 Porções
  • Tempo de confeção : 30 min.
Ver Vídeo
Misericórdia: Borba
Família: Nascimento

Sopa de Cação Alentejana

Ingredientes

  • 500 g de cação arranjado
  • 1 colher de sopa de vinagre
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • 1 cabeça de alhos picados
  • 1 molho de coentros
  • 1 folha de louro
  • 1 ½ colheres de sopa de farinha
  • 4 fatias de pão alentejano
  • colorau q.b.
  • Opcional: 0,5g (cerca de um quarto de colher de café) de sal

Informação nutricional
(por porção):

Energia
354 kcal
(18 % DR*)
Proteína
28,0 g
(56 % DR)
Hidratos de carbono
48,9 g
(19 % DR)
Lípidos
4,5 g
(6 % DR)
Lípidos dos quais saturados
0,6 g
(3 % DR)
Sódio
633 mg
(32 % DR)
Fonte de vitamina B12, niacina, fósforo, potássio, magnésio, vitamina B6 e tiamina.
*DR – Dose de Referência     [+]

Modo de preparação

  • Deixe o cação a marinar durante pelo menos 1 hora em vinagre, azeite, uma cabeça de alhos picados, um ramo médio de coentros também picados, uma folha de louro e uma pitada de colorau. Leve ao lume uma panela com azeite. Coloque as postas de cação na panela juntamente com um pouco da marinada. Adicione de seguida a restante marinada. Deixe cozer durante 20 minutos.

  • Retire o cação da panela para uma taça e reserve. Ao caldo na panela, junte uma colher e meia de sopa de farinha e vá misturando suavemente. Deixe em lume brando durante 3 minutos para engrossar.

  • Volte a colocar o cação dentro do caldo, com o lume desligado. Deixe repousar para aquecer.

  • Num prato, coloque fatias de pão alentejano e coloque as postas de cação por cima. Regue com o caldo, de modo a ficar ensopado, e sirva.

Curiosidade Nutricional

Culinária saudável com ensopados e açordas

A sopa de cação utiliza um método de culinária simples e valorizado na gastronomia saudável: o ensopado. O ensopado e a açorda são métodos de confeção nos quais o molho abundante e rico de um cozido ou guisado é servido em fatias de pão, que ficam embebidas no molho. Este método culinário é nutricionalmente interessante, pois permite uma adequada preservação das características nutricionais dos alimentos e porque também ocorre o consumo do caldo no qual foram cozidos os alimentos.

Saber Mais

Esta sopa, partilhada por uma família da Misericórdia de Borba, representa o traço característico da gastronomia alentejana, devido ao uso das ervas aromáticas, do azeite, do alho e do pão. 

A receita segue alguns princípios da alimentação saudável, pois incorpora elementos ricos em sabor, como as ervas aromáticas (louro e coentros), alho e colorau, que permitem minimizar a adição de sal. Destes, destaca-se a adição generosa de coentros, uma boa fonte de carotenos, vitamina C, K, cálcio e potássio, mesmo que ingerida em pequena quantidade. De salientar também a adição de alho, alimento rico em vitamina C e B6, cálcio, cobre e zinco. O alho contém também alicina, composto organossulfurado que parece demonstrar um grande potencial na prevenção de doenças.

A sopa de cação utiliza um método de culinária simples, valorizado na gastronomia saudável, que está inerente ao padrão alimentar mediterrânico: o ensopado.

O ensopado e a açorda traduzem-se em métodos de confeção onde um molho abundante rico de um cozido ou guisado é servido em fatias de pão, que ficam embebidas no molho.

Este método culinário é nutricionalmente interessante, pois permite uma adequada preservação das características nutricionais dos alimentos, uma vez que a cozedura é feita a baixas temperaturas, minimizando a degradação dos nutrimentos. Também ocorre o consumo do caldo no qual foram cozidos os alimentos, caldo esse que preserva os nutrimentos que foram libertados. A utilização da água no caldo acrescenta valor hidratante ao ensopado.

Os ensopados e açordas permitem a reutilização das sobras de pão. O pão tem especial relevância na cozinha tradicional alentejana, onde é um ingrediente predominante e imprescindível em muitos dos pratos da região, como açordas e ensopados, mas também nas migas, gaspacho e muitos outros.

  • Bibliografia:
  • - Associação para o Estudo e Promoção das Artes Culinárias As Idades dos Sabores. Receitas e Sabores dos Territórios Rurais. Lisboa: MINHA TERRA - Federação Portuguesa de Associações de Desenvolvimento Local; 2013.
  • - Carvalho P, Teixeira VH. 50 Super Alimentos Portugueses (mais 10!). 1ª ed. Lisboa: Matéria-Prima Edições; 2012.
  • - Gregório MJ, Santos MCT, Ferreira S, Graça P. Alimentação Inteligente - coma melhor, poupe mais. 1ª ed. Lisboa: Direção-Geral da Saúde; 2012.
  • - Pinho I, Rodrigues S, Franchini B, Graça P. Padrão Alimentar Mediterrânico: Promotor de saúde. Lisboa: Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável, Direção-Geral da Saúde; 2016.
Logo